/governosp

Live - Educação Museal no Museus da Amazônia

Postado em

Live do Centro de Referência do Museu Catavento

O Museu Catavento realiza no dia 20/04, das 16h às 17h, live de tema: Educação Museal dos Museus da Amazônia: dimensões políticas, educativas e poéticas.

A live ocorrerá no Instagram da instituição (@museucatavento) e terá como convidada a Doutora Lúcia Santana da Silva. Na conversa, a museóloga propõe refletir criticamente como o direito à memória é um dispositivo inspirador de pertencimento e empoderamento de povos e comunidades tradicionais das Unidades de Conservação do Pará. As experiências educativas representam também as formas como estas populações se expressam, se veem e vivem nos seus territórios e "maretórios". A construção de abordagens participativas, o fortalecimento das identidades e as políticas públicas que visam à democratização cultural só ampliam o pensamento reflexivo e político da função educativa como imprescindível para a configuração dos museus vivos, plurais e includentes.

A ação é promovida pelo Centro de Referência Museu Catavento (CR-MC) que neste ano se propõe a discutir com diferentes profissionais e especialistas os museus de ciências por diferentes perspectivas. Nesse primeiro encontro a educação museal ganha destaque e serve de norteadora para o bate papo. 

 

Lúcia Santana da Silva

Lucinha, Mulher de Belém do Pará, com duas filhas. Graduada em Letras pela UFPA, Mestre em Teoria Literária pela UFMG e Dra. Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa/Portugal. Trabalha no Museu Emílio Goeldi desde 1996 na Coordenação de Museologia, onde já desenvolveu vários trabalhos educativos e expositivos, principalmente com povos e Comunidades Tradicionais do Estado do Pará. Já foi coordenadora da Educação do MPEG no período 2014- 2018 onde colaborou com a discussão do Programa Nacional de Educação Museal e a fundação da Rede de Educadores Museais do Pará (2016). Atualmente é Pesquisadora do Programa de Estudos Costeiros, Conselheira da RESEX de Mãe Grande de Curuçá e membra fundadora do Fórum de Museus de Base Comunitária e Práticas Socioculturais da Amazônia fundado em 2018, onde milita pelo fortalecimento das políticas culturais/museológicas no Estado. Professora da ESAMAZ do curso de Contadores de História, Delegada do Fórum Permanente de Participação Social Tá Selado da Prefeitura de Belém, secretária da Associação Brasileira de Centros e Museus de Ciências. Coordena o Projeto do Patrimônio: Cartografia Social das práticas culturais e poéticas das mulheres da Amazônia (aprovado pela lei Aldir Blanc, 2021).
 

Mediação: Cauê Donato 

Museólogo, atuando com ênfase em Museologia Social, Ecomuseus, Educação Museal e Pesquisa em processos de Mediação Cultural. Foi educador social e mediador em instituições sociais e culturais. No Programa CCBB Educativo / JA.CA Centro de Arte e Tecnologia foi educador, produtor e coordenador pedagógico, gerenciando a equipe de educadores e pesquisando sobre mediação cultural, com foco em patrimônio cultural e educação patrimonial, pelo qual é pós-graduado. Atualmente é museólogo no Museu Catavento responsável pela gestão de Acervos e Centro de Referência (CR-MC).

LINK DO VÍDEO: Educação Museal no Museus da Amazônia

Compartilhar essa notícia

facebook icone
twitter icone
Nós não compartilharemos seu e-mail com terceiros.